Episódio #18

Neste episódio: Tivemos a participação de Vitor Martins e Olívia Pilar e falamos sobre representatividade na literatura. Conversamos um pouco sobre inspirações, referências e projetos. Também demos algumas risadas com as experiências dos nossos convidados.

No Bi-Fi de hoje as dicas foram as seguintes:

Zé deu a dica da série “The 100”. A série se passa 97 anos após uma guerra nuclear devastadora que dizimou quase toda a vida na Terra. Os sobreviventes conhecidos são os moradores de doze estações espaciais em órbita da Terra, que já viviam nesta antes do fim da guerra. As estações espaciais se uniram para formar uma única estação, chamada “Arca”, onde cerca de 2.400 pessoas vivem sob a liderança do Chanceler Jaha. Depois dos sistemas de suporte de vida da Arca serem encontrados falhando criticamente, 100 prisioneiros juvenis são declarados “dispensáveis” e enviados para a superfície em uma última tentativa de determinar se a Terra é habitável novamente em um programa chamado “Os 100”, do qual a série recebe o nome.

Cammys deu a dica do livro “Conectadas” de Clara Alves. Raíssa e Ayla se conheceram jogando Feéricos, um dos games mais populares do momento, e não se desgrudaram mais — pelo menos virtualmente. Ayla sente que, com Raíssa, finalmente pode ser ela mesma. Raíssa, por sua vez, encontra em Ayla uma conexão que nunca teve com ninguém. Só tem um “pequeno” problema: Raíssa joga com um avatar masculino, então Ayla não sabe que está conversando com outra menina. Na sequência, Cammys também indicou dois filmes. O primeiro foi “Tudo e todas as coisas”. Confinada em sua casa devido a uma doença, uma garota de 18 anos, inteligente e cheia de imaginação, se apaixona pelo adolescente que mora ao lado. O segundo filme indicado foi “O Sol também é uma estrela”. Natasha e sua família têm menos de 24 horas antes de serem deportadas de Nova York para a Jamaica. Complicações adicionais logo surgem quando Natasha conhece e se apaixona por Daniel, filho de imigrantes coreanos. Os dois filmes estão disponíveis no catálogo da Telecine play.

Becky indicou a animação japonesa “Given”. A história centra-se em Ritsuka, que toca guitarra mas perdeu o interesse pelo instrumento. Um dia, ele conhece Mafuyu, que está segurando um violão quebrado. Ritsuka começa a ensinar a Mafuyu a tocar o instrumento, mas quando ele ouve a voz de Mafuyu, as coisas de repente começam a mudar para Ritsuka. A animação pode ser encontrada na Crunchyroll.

Vitor indicou a série original Apple TV “Little Voice”. A série é uma carta de amor à diversidade musical de Nova York, explorando a constante busca dos jovens por uma voz única e autêntica. A trama gira ao redor de Bess King (Brittany O’Grady), uma artista muito talentosa que luta para realizar seus sonhos enquanto navega por rejeição, romance e complicadas questões familiares. Mas, aos poucos, ela vai aprender a usar sua melhor arma: a própria voz.

Por fim, Olívia indicou o livro “Orgulho” de Ibi Zoboi. O livro é uma releitura de “Orgulho e Preconceito”. Ela também indicou o novo do cantor John Legend que se chama “Bigger Love”.

Sigam nossos convidados nas redes sociais!

Vitor Martins: @vitormrtns no Instagram e no Twitter

Olívia Pilar: @oliviapilar_ no Instagram e @oliviapilar no Twitter

Não esqueçam de seguir o Bisão Voador nas redes sociais: @bisaopodcast no instagram e no twitter.

Entrem em contato conosco para deixar alguma dúvida, um xero ou uma sugestão no e-mail: bisaopodcast@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s