#1 Holy Bi-Ble

Alor, amada Manada! O Bisão Voador está perto de ficar mais velho e, para comemorar, fizemos um quadro quinzenal com “convidades” ilustres que fazem parte da nossa cultura BI e pouca gente se atenta! O primeiro a adentrar nesse quadro foi David Bowie, no qual falamos um pouco sobre a sua trajetória e importância. E, para coroar, demos ótimas indicações!

Zé, completamente inspirado, indicou The Man Who Fell to Earth, filme de 1976, britânico, dirigido por Nicolas Roeg e estrelado pelo nosso amado Bowie. O enredo baseia-se na história de um humanóide que fica rico entre os humanos ao vender sua tecnologia avançada. Errado não está!

Sua segunda indicação foi a obra completa de Sandman, do autor britânico Neil Gaiman, que usou a figura de Bowie para criar dois dos seres mais lindos desse universo: Lúcifer, a estrela-do-amanhã e Desejo.

A história é vista do ponto de vista de Sonho, um dentre os sete perpétuos, a representação antropomórfica do sonho, inicialmente preso por um grupo de humanos que almejava prender sua irmã mais velha Morte para que se tornassem imortais, mas falham e capturam Sonho.

Sonho (que também é conhecido como Morpheus, Sandman, Oneiros, (Lorde) Moldador, Kai’Ckul, senhor do sonho e vários outros em línguas já esquecidas) é o governante do Sonhar. Ele é um Pérpetuo – os Perpétuos (the Endless) são manifestações antropomórficas de aspectos comuns a todos os seres vivos: Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. Os 7 perpétuos não são deuses, mas sim entidades além, responsáveis pelo ordenamento da realidade conhecida. Só sua existência mantém coeso o universo físico e todos os seres vivos. E todos os arcos giram, de alguma forma, em torno do Sonho, ou Sandman, e a construção de um modo novo de ver a vida.

Becky foi mais sucinta, e indicou o novo gênero literário criado por Alec Silva, Gabriele Diniz e Alan de Sá, com vários livros e contos lançados pela editora Corvus. Eis alguns deles:

1.A noite tem mil olhos: Coleção Carcarás (Alec Silva)

2. O sertão não virou mar: Coleção Carcarás (G.G. Diniz)

3.Morte matada: Coleção Carcarás (G.G. Diniz)

4.Abrakadabra: Coleção Carcarás (Alan de Sá)

5.Nós somos os santos de sangue durante a noite: Coleção Carcarás (Alec Silva)

6.Tudo que eles tocam…: Coleção Carcarás (Abel Cavira)

7.Sertãopunk: Histórias de um Nordeste do amanhã (Alan Sá, G.G. Diniz e Alec Silva)

Todos são ebooks, com preços bacanas e vale dar uma olhada nesse gênero criado por nordestinos, sob o olhar nordestino do que realmente significa ser dessa região – esquecendo toda aquela história de que vivemos na seca, só temos Lampião e os cangaceiros para criarmos narrativas.

Siga o Bisão Voador nas redes sociais! Somos @bisaopodcast no Instagram e no Twitter. Entrem em contato conosco para deixar alguma dúvida, um xero ou sugestões no e-mail: contato@bisaopodcast.com , lembrando que amamos conversar com vocês, seja por onde for!

Essa é uma inciativa de dois avatares bissexuais: Becky (@becky_Ardigans no Twitter e no Instagram) e Zé (@zehenrikky no Twitter e no Instagram).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s