Episódio #63

Queride e amade, Manada Alada! Estamos em mais um episódio mais do que especial, dessa vez com convidades que trouxeram a pauta da letra A de forma mais aprofundada, dando verdadeiras aulas sobre o tema e trazendo aquele calorzinho es nosses coraçõezinhos que fazem parte desse grupo de pessoas esquecidos por todes.

E, claro, tivemos o bloco favorito de vocês! O Bi-Fi foi recheado de indicações para todes das bandeira Ace e Aro!

Zé começou arregaçando com a indicação da coleção Espectros de Roxo e Cinza, que traz histórias de Koda G., Maria Freitas, e Dayane Borges que trazem protagonismo Aro/Ace. Você quer representatividade, @? Pois tem mais!

Eduarda recomendou o quadrinho Confessions of an aromantic: what it’s like to just not be interested in love, de Kotaline Jones [Confissões de uma pessoa arromântica: como é simplesmente não estar interessada no amor, em tradução livre]. Acho que o título é autoexplicativo, não é mesmo? Você pode lê-lo clicando AQUI.

A próxima pessoa aproveitou o momento e indicou várias coisas bacanas! Ravi apresentou a série Everything’s gonna be ok, que conta a história de Nicholas, um jovem australiano de 25 anos que está visitando seu pai viúvo e suas meia-irmãs adolescentes, Matilda, mais velha e portadora do espectro autista, e Genevieve, uma adolescente que tenta sobreviver ao Ensino Médio enquanto lida com os sentimentos que envolvem ter uma irmã neurotípica e não ser o centro das atenções. Tudo muda quando o pai dos três personagens morre decorrente ao câncer e Nicholas se vê na posição de novo guardião das irmãs. A partir daí, os três passam a descobrir novas formas de convivência e aprendizado um com o outro, lidando, juntos, com o luto.

Também, do mesmo criador, ele indicou a série Please Like Me, que nos conta sobre a vida de Josh. Ele tem vinte anos, uma namorada desde o colégio e divide uma casa com seu melhor amigo Tom. Um belo dia, sua namorada termina com ele. O motivo? Bom, ela acha que provavelmente Josh é gay, e até esse momento ele não havia se tocado disso. A série está disponível na Netflix.

Ele também recomentou Eu vos declaro, Aro, do autor Alie. Leia a sinopse e descubra como é importante esse livro.

Sinopse: Em “O Banquete de Platão”, filósofos fazem sua homenagem a Eros, o deus do amor. Lindas palavras são ditas, cada qual materializando sua visão sobre o romance humanóide. Entre elas, uma se destacou para esta autora quando seus olhos dissecaram as palavras do então agora, mito de Aristófanes. Nele, o filósofo defende que, no primordial tempo em que os deuses criaram os humanos, fizeram eles em conjunto. Ligados pelo umbigo, nós éramos em dois, sempre. Dois pares de braços, dois pares de pernas, duas cabeças, dois corações e dois espíritos. Contudo, temendo o tamanho da autonomia que suas engenhosidades poderiam alcançar, os deuses decidiram separá-los de sua junção. Condenando assim, a humanidade em uma busca eterna por sua outra parte. Vivendo no vazio do incompleto até que encontrasse o que era pra ser seu, desde o dia do nascimento. Sua crença em almas gêmeas parte daqui, caro leitor. Mas agora, deixe-me lhe perguntar: alguém pode ser completo sem que haja sua réplica? Ou todos nós somos destinados a encontrar um par? E quem não encontra? Morrerá triste e defeituoso? Platão respondeu as perguntas sobre o romance. Eu responderei as sobre a falta dele.

Por último, Ravi indicou a literatura da autora Alice Oseman, que traz livros representativos e importantes. Você pode encontrá-los facilmente na Amazon.

A indicação de Catarina foi a trilogia As Cores Primárias, de Ariel F. Hitz, que conta a história de Iago, e ele tem um problema. Iago está grávido e, pra piorar, o “pai” de seu futuro filho não quer assumir o que fez. Sendo um garoto trans, Iago sempre soube que engravidar era uma possibilidade, mas nunca pensou que realmente aconteceria.
Em desespero, Iago conta para seu melhor amigo, Raví, sobre a gravidez. A resposta de Raví é acolhedora e, ao mesmo tempo, assustadora: ele está disposto a ser o pai do bebê.
Iago pensa que Raví não está falando sério, mas, quando ele começa a agir como realmente um pai presente, se preocupando com a saúde de Iago e indo com ele nas consultas médicas, Iago não apenas fica feliz como, sem perceber, se apaixona por Raví. E esse é o problema.

Por último, Becky avacalhou a temática e indicou a série Preacher, baseada em quadrinho de mesmo nome e disponível na Amazon Prime. A premissa é simples: Jesse Custer, um ex-pastor do Texas, acaba recebendo o poder de fazer com que qualquer um o obedeça. Acompanhado de sua ex-namorada Tulip e do vampiro irlandês Cassidy, Jesse vai atrás de Deus, que abandonou o paraíso.

Mas também fez uma recomendação bonitinha: o livro Histórias de terror para crianças estranhas, de Rebeca Puig com ilustrações de Rebeca Prado (praticamente o Rebecaverso). São minicontos de “terror” infantil, e as ilustrações da Prado deixam tudo perfeito.

E por hoje é só, mis amores. Não se esqueçam de adicionar nosses convidades em suas redes sociais e ouvir o podcast delus!

Siga o Bisão Voador nas redes sociais! Somos @bisaopodcast no Instagram e no Twitter. Entrem em contato conosco para deixar alguma dúvida, um xero ou sugestões no e-mail: contato@bisaopodcast.com

Essa é uma inciativa de dois avatares bissexuais: Becky (@becky_Ardigans no Twitter e no Instagram) e Zé (@zehenrikky no Twitter e no Instagram).

Seja um apoiador do Bisão Voador! Acesse: apoia.se/bisaopodcast

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s